Comemorações dos 600 anos do Descobrimento das Ilhas da Madeira e do Porto Santo

Mensagem do Presidente do Governo Regional da Madeira

 

O Arquipélago da Madeira assumiu um papel de referência na expansão marítima portuguesa, nos séculos XV e XVI. A sua posição geoestratégica fez com que a conquista de novos mundos se iniciasse nestas ilhas, rumo a uma globalização que marcou, inequivocamente, o paradigma socioeconómico local, do país e do mundo.

 

As indústrias do açúcar, do vinho, do bordado e até a atividade turística, na sua génese, remontam a este período áureo de uma história que ainda hoje se mantém viva, precisamente porque somos uma terra que não esquece as suas origens. Que, pelo contrário, parte delas para afirmar a sua abertura ao exterior. Para fazer valer a sua diferença e a sua capacidade de integração, aprendizagem e fraternidade, entre os diferentes povos.

 

Celebrar os 600 anos do Descobrimento das nossas ilhas é comemorar uma história que diariamente se reescreve, na base de um passado que ajuda a projetar o futuro.

 

Nesta celebração conjunta, cada madeirense e porto-santense é chamado a dar o seu contributo e a realizar, neste pequeno mas único território, a portugalidade que sempre nos fez e faz maiores.

 

 

O Presidente do Governo Regional da Madeira

Miguel Filipe Machado de Albuquerque

 

 

Agenda
Ver Eventos Anteriores
Tardes com História
Centro de Estudos de História do Atlântico
Notícias
  • 29 OUTUBRO 2019
    Na vanguarda da Europa

    "O 10.º Festival de Órgão da Madeira, pela dimensão excepcional desta edição posiciona-se na vanguarda dos festivais europeus dedicados ao Órgão".

  • Outras visões da Madeira em mostra

    Conhecer a Madeira de meados do século XIX até ao inicio do século XX, sob diferentes perspectivas - a turística, exótica, cientifica e politica-, é o intuito da exposição " imagens Nómadas 1860-1940".

  • Festival de Órgão termina hoje em grande

    O concerto final do 10. ª Festival de Órgão da Madeira " vai acontecer esta tarde, às 18 horas, como habitualmente no Convento de Sta. Clara e vai contar com a presença do secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus.